segunda-feira, 6 de junho de 2011

O meu ponto fraco!


Acredito que todos tenhamos um eloquente ponto fraco, que provoque um terramoto emocional na nossa vida ou em nós. Poderá variar a intensidade, a consciencialização e admissão, mas todos temos um problema, ou algo que nos afecta algum tempo.
Eu tenho um ponto fraco: o meu pai. Porém, tenho vergonha de falar e, desta forma, escrever poderá ajudar-me, mas… neste momento não posso levantar o pó do chão, porque senão gasto o tempo a pensar nisto a noite toda (tenho de estudar para frequência). Por isso, continuarei a suster isto dentro de mim.

11 comentários:

Farruskinha disse...

Escrever ajuda, acredita!! Qualquer coisa já sabes, podes contar!! Agora vai lá estudar para a frequência e tenta não pensar!! :) *

kishikiari disse...

também tenho esse ponto fraco, a situação deve ser diferente mas compreendo-te

V' Gonçalves disse...

Boa sorte..e força :)

Bloguótico disse...

Concentra-te no mais importante, no momento! :D

Ritinha disse...

Escreve o que sentes. Nem que seja numa velha folha de papel. O importante é que te consigas libertar :D

beijinhos

Shiver disse...

Pupa,hoje não,mas como diz o anuncio,deita cá para fora,faz muito bem.
E tens aqui belos ouvintes,conselheiros,ombros amigos,vendedores de filosofia barata,etc :)

Estuda e depois falamos,que corra muito bem.

beijinhos

Mary Jane disse...

Já levantaste um bocadinho ;) Mas olha, que a frequência te corra muito bem. Nós somos bem maiores que os nossos pontos fracos!

I.S disse...

Acredito que falamos sobre aquilo que mais tememos quando chegou o tempo de senão de ultrapassar pelo menos de partilhar aquilo que mais escondemos em nós...por isso, não te apresses, esse dia chegará.
xx,
I,S

www.thatbananas.blogspot.comtru

Gypsy disse...

Partilhamos o mesmo ponto fraco então...

Se eu pudesse... disse...

Também partilho do mesmo ponto fraco que tu.. mas ao contrário de ti, tento "chorar" a escrever, deitar cá para fora tudo o que me faz mal, sempre com o auxilio da escrita! Força :) beijinhos

André disse...

Concordo com o primeiro comentário, escrever ajuda, mas...

Eu tenho como tu um ponto fraco que como escreveste - "provoque um terramoto emocional"

E lido com ele da pior maneira, adianto e não falando dele a ninguém.

Tu já escreveste sobre o teu ponto fraco ou como eu, adias?